segunda-feira, 5 de maio de 2008

O que isso significa?

Desafio: crianças passam no vestibular


Essa matéria foi veiculada no programa "fantástico" de ontem e muito me chamou a atenção. E por quê? Porque crianças, com idades entre 9 e 11 anos, seriam aprovadas em vestibulares particulares.
Nela apareceram todos os clichês dessa história (verdadeira, deve-se lembrar) de que as provas dos vestibulares particulares são medíocres. Ok, até aí tudo bem. Muito normal (dentro destas circunstâncias) que crianças cursando ainda o ensino fundamental, sejam "aprovadas" em tais certames, fazendo com que os pais pensem: Nossa! Impressionante essas universidades! Tão vendo, crianças? Estudem e entrem em uma pública, porque lá o futuro de vocês tá garantido. Doce ilusão, papais e mamães, doce ilusão.
Concordo plenamente que essas provas são dadas apenas como mero protocolo e que grande parte dos bons alunos, como diz o presidente da associação das universidades particulares, vai para a rede pública, MAS..... Quem me garante o total preparo dos candidatos que passam nas provas das instituições públicas? NINGUÉM! E por quê? Simplesmente porque não há fiscalização alguma do mec, pelo fato deste ter de respeitar a autonomia universitária.
Ah, pra mim já chega! O importante nisso tudo é de se ter a seguinte noção: Não é porque o malandro passa em um vestibular concorrido e badalado (Ex: FUVEST, UFRJ) que ele vai ser um grande profissional ou que ele está preparado para aprender as lições do curso escolhido. E que vestibular no brasil é nada mais que uma piada contada todos os anos por uma grande máfia...

(Faltando 1 post para o número 100! \o/ Aguardem!)

Abraços!

7 comentários:

Dragus disse...

Esse tipo de critério de alunos passarem em vestibular nessa idade meio que cai por terra quando se considera faculdades que utilizam exames discursivos para a admissão.

De fato, dependendo de sorte ou não, exames de multipla escolha (ou chute, no popular) por permitir a sorte participar dos critérios a admissão de qualquer idiota é plenamente possível e, pelos critérios do edital, plenamente aceitável.

Mas quando você precisa efetivamente responder as perguntas, a coisa muda muito, vide vestibulares de duas fases (objetiva e discursiva específica, como na UERJ).

Provas objetivas deveriam ser sempre acompanhadas de discursivas (mesmo que seja uma redação eliminatória).

Edson Bezerra disse...

Na boa, mas uma boa parte das faculdades públicas possuem um vestibular pouco concorrido. A grande seleção é: consegue pagar a matrícula? Então, seja bem vindo.

Muitos passam e não conseguem nem se matricular. Então, essas faculdades correm até a 3ª, 4ª, 5ª chamada, chegando ao ponto de chamarem até alunos que não tinham sido aprovados através de telegramas ou telefonemas.

Vestibular hoje em dia é para universidade pública. As privadas só fazem pq são obrigadas.

Abraço

Horácio Roque disse...

Concordo com Edson Bezerra,
Mas aí é que está o problema. Passar no vestibular realmente não é passaporte para um futuro profissional brilhante, mas, sim, um acesso a instituições de ensino que possam promover tal sonho.

As particulares são 'empresas da educação' e precisam de consumidores. Lei da demanda e da Oferta. Contudo, é questionável o nivel de ALGUMAS universidades privadas.

Arthurius Maximus disse...

O vestibular por si só é algo anacrônico e errado. A avaliação deveria ser feita pelo desempenho geral do aluno desde as primeiras séries. Como é feito nos EUA e em alguns países europeus.

E todos sabemos que, para passar nas universidades particulares, basta não tirar zero na prova.

julio de castro disse...

não acredito neste vestibular que nós temos atualmente. seja a prova objetiva ou discursiva, ela ainda te deixa muito longe daquilo que você acaba encontrando na graduação´. e isso não elimina aqueles que serão profissionais medíodres. mas, com todos os problemas que as universidades públicas tem, elas ainda estão estruturadas no tripé ensino/ pesquisa/ extensão, o que eu nunca vi acontecer em instituições particulares de ensino, especialmente pesquisa.

sobre múltipla escolha em vestibulares, bem, dizer que isso é falcatrua é pouco. se já começa assim, imagina como termina...

Arthurius Maximus disse...

Todos sabemos que o vestibular das escolas particulares é uma farsa. basta não tirar zero que está aprovado.

Afinal, vale é vender a vaga. Se o cara vai passar ou não, isso não interessa; o importante é que pague me dia.

Monalisa Marques disse...

Não têm nada de gênias, essas crianças. As provas que só exigem que se fale o mínimo de português. Só. Com erro ou sem erro, não importa.

Agora vai empregar um recém-formado de 12, anos, vai!
huahauhauahuahuahauuha Imagina!